A Roménia é, desde 9 de setembro de 2016, o 18.º Estado-membro do Centro Europeu para a Interdependência e Solidariedade Globais, também denominado Centro Norte-Sul.

Estabelecido em 1990 com o intuito de promover o diálogo, fomentar a solidariedade Norte-Sul e consciencializar para a interdependência global, o Centro, que tem sede em Lisboa, funciona sob a égide do Conselho da Europa.

Originalmente constituído como plataforma de promoção da democracia e dos Direitos Humanos, valores essenciais à missão daquela organização regional, o Centro reorientou-se, a partir de 2013, para a implementação da política de vizinhança do Conselho da Europa.

Contribui, assim, através das suas atividades, não apenas para o processo de consolidação democrática nos países membros do Conselho da Europa, mas também das suas regiões vizinhas, privilegiando o diálogo intercultural e o fortalecimento da sociedade civil em matérias como os direitos das mulheres ou a juventude.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros saúda a decisão das autoridades romenas de se associarem aos esforços de 17 outros Estados-membros – Andorra, Azerbaijão, Bulgária, Cabo Verde, Croácia, Chipre, Espanha, Grécia, Liechtenstein, Luxemburgo, Malta, Marrocos, Montenegro, Portugal, Santa Sé, São Marino e Sérvia – empenhados na promoção da democracia e dos Direitos Humanos através da cooperação e do diálogo.

Lisboa, 16 de setembro de 2016