O Governo Português congratula-se com a entrada em vigor hoje, dia 1 de fevereiro, do maior e mais vasto Acordo de Comércio Livre celebrado pela União Europeia com um país terceiro e que é também um testemunho da abertura da Europa ao comércio livre e justo, alicerçado num quadro multilateral com regras.

As vantagens deste Acordo são significativas para as empresas e para os cidadãos da União Europeia e do Japão, em resultado da criação de uma zona económica em que os produtos e os serviços irão circular de forma mais fácil e menos onerosa decorrente da eliminação dos direitos aduaneiros e das barreiras regulamentares, mas respeitando sempre os mais elevados padrões sociais, ambientais e de segurança dos consumidores, assumindo um compromisso específico em relação ao Acordo de Paris sobre alterações climáticas. 

 O Acordo de Comércio Livre insere-se numa parceria estratégica entre a UE e o Japão, que proporciona um quadro abrangente de cooperação política e setorial profunda, e que permitirá enfrentar em conjunto desafios regionais e mundiais.

Este Acordo encerra um enorme potencial para Portugal e para os produtos nacionais, atendendo à dimensão do mercado japonês e ao relacionamento histórico com um parceiro que vem assumindo uma importância crescente para as empresas nacionais. Este Acordo facilitará ainda, no futuro, um reforço considerável dos fluxos de investimento bilaterais.

Lisboa, 1 de fevereiro de 2019

  • Partilhe