O Governo português lamenta profundamente a morte em combate de dois militares franceses, numa operação de libertação de quatro reféns detidos por criminosos terroristas levada a cabo na madrugada de 10 de maio, no norte do Burquina Faso. As Governo expressa as suas mais sinceras condolências às suas famílias.

Portugal reitera a sua total solidariedade para com a França, louvando o empenho e a dedicação das suas forças armadas no combate ao terrorismo na região do Sahel.

O Governo português reafirma a sua determinação em continuar a contribuir para a paz e para a estabilidade na região, em estreita coordenação com parceiros internacionais.

Lisboa, 11 de maio de 2019

  • Partilhe