Em resposta ao apelo da Comissão Europeia, Portugal está disponível para acolher até 35 pessoas das 356 resgatadas pelo navio humanitário Ocean Viking, que se encontra no canal da Sicília, entre Malta e Lampedusa.

O Ocean Viking está há 10 dias à espera da autorização para atracar num porto europeu seguro.

Portugal, França, Alemanha, Roménia e Luxemburgo são os países que manifestaram até agora disponibilidade para receber algumas das pessoas deste grupo, num gesto de solidariedade humanitária e de desejo comum de fornecer soluções europeias para a questão da migração e das tragédias humanas que se verificam no Mediterrâneo.

Portugal tem participado ativamente em todos os processos de acolhimento.

Foi o que aconteceu com vários resgates dos navios Open Arms, Lifeline, Aquarius I, Diciotti, Aquarius II, Sea Watch III, Alan Kurdi e outras pequenas embarcações, tendo o nosso país acolhido desde 2018 um total de 132 pessoas.

Não obstante esta disponibilidade solidária sempre manifestada, o Governo português continua a defender uma solução europeia integrada, estável e permanente para responder ao desafio migratório.

Lisboa, 22 de agosto de 2019

  • Partilhe