O Ministério dos Negócios Estrangeiros convocou esta manhã o Embaixador venezuelano em Lisboa para lhe transmitir a grande preocupação do Governo Português pela detenção, na Venezuela, de 38 gerentes de duas cadeias de supermercados portuguesas, 34 dos quais permaneciam ainda detidos, contando-se entre eles vários nacionais portugueses e lusodescendentes.

Foi salientado o valioso contributo que a significativa comunidade portuguesa e lusodescendente na Venezuela vem dando ao desenvolvimento do tecido empresarial do país e, em particular, à capacidade do setor da distribuição, assim como a resiliência que estas empresas têm demonstrado face às dificuldades da economia venezuelana, continuando a assegurar um papel social fundamental no abastecimento das populações e na garantia de emprego. Frisou-se que a comunidade portuguesa na Venezuela, como tantas outras pelo mundo, está profundamente integrada e é conhecida pela sua capacidade de trabalho e pelo respeito pela ordem jurídica do país.

Foi ainda transmitida preocupação com a situação dos setores comerciais onde a comunidade portuguesa está fortemente implantada, face às condicionantes económicas e legais que lhes são impostas. As mesmas preocupações foram ontem transmitidas ao Ministro para as Relações Exteriores da Venezuela.

Lisboa, 21 de setembro de 2018