O Governo português condena de forma veemente o ataque perpetrado ontem contra o complexo das Nações Unidas e da AMISOM, na zona do Aeroporto Internacional de Mogadíscio, na Somália. O ataque, reivindicado pelo grupo terrorista Al-Shabab, feriu 7 pessoas, nenhuma de forma grave, nas quais se inclui um cidadão português que faz parte dos quadros das Nações Unidas.

O Governo português manifesta a sua total solidariedade com as Nações Unidas, a União Africana e o Governo Federal da Somália e endereça a todos os feridos os desejos de uma rápida recuperação. No que diz respeito ao cidadão nacional, a representação diplomática portuguesa em Nairóbi acompanha a sua situação clínica, garantindo o apoio necessário.

O Governo português reitera ainda o seu empenho, designadamente no quadro multilateral, no combate ao terrorismo e ao extremismo.

Lisboa, 14 de outubro de 2019

  • Partilhe