O Governo português lamenta profundamente o massacre ocorrido no domingo passado na aldeia de Sobane-Da, no centro do Mali, que resultou na morte de quase uma centena de pessoas, entre os quais mulheres e crianças. 

Portugal condena com firmeza os sucessivos atos terroristas que têm sido perpetrados contra a população civil maliana e expressa a sua solidariedade para com os familiares das vítimas.

O Governo português acentua a necessidade de realizar as devidas investigações para que os responsáveis por estes crimes sejam levados à justiça.

Apela também às autoridades malianas para que redobrem os seus esforços para avançar com o processo de desarmamento, desmobilização e reintegração dos vários grupos armados, investindo, em simultâneo, no processo de diálogo e reconciliação com todos os signatários do Acordo de Paz.

Lisboa, 11 de junho de 2019

  • Partilhe