O Governo português saúda o entendimento alcançado pelos atores políticos da Guiné-Bissau, que resultou na nomeação, a 16 de abril, de Aristides Gomes para o cargo de Primeiro-Ministro e no agendamento de eleições legislativas para 18 de novembro do corrente ano. Estas decisões representam um contributo essencial para que possa ser ultrapassada a situação de impasse político.

Portugal identifica neste compromisso um renovado empenho dos atores políticos guineenses na tradução prática do espírito do Acordo de Conacri, que respondem assim aos apelos da sociedade guineense e da Comunidade Internacional, incluindo os esforços de mediação da CEDEAO.

O Governo português partilha o empenho da Comunidade Internacional em colaborar com as autoridades guineenses para que as eleições legislativas de 18 de novembro de 2018 se assumam como mais um passo firme no sentido do regresso à estabilidade político-institucional.

Portugal continuará a ser um parceiro ativo na cooperação com a Guiné-Bissau, no plano bilateral e multilateral.

Lisboa, 18 de abril de 2018