O Governo Português expressa ao Governo e ao Povo Brasileiro a sua profunda tristeza pela perda de um acervo histórico e científico insubstituível, no incêndio que ontem destruiu o emblemático Museu Nacional do Brasil, no Rio de Janeiro, assim como pelos danos sofridos pelo próprio edifício, também ele um marco importante da História comum luso-brasileira.

O Governo Português está inteiramente disponível para, no que for útil e possível, colaborar na procura da reconstituição deste importante património identitário, não apenas do Brasil, mas de toda a América Latina e do mundo, em prol das gerações presentes e futuras.

Quando se comemoram os 200 anos da Aclamação de D. João VI, fundador do originário Museu Real, e do nascimento da Rainha de Portugal D. Maria II, ocorrido neste mesmo Palácio de São Cristóvão, somos dramaticamente recordados de que também nas tragédias se refletem os vínculos seculares entre os nossos dois Países.

Lisboa, 3 de setembro de 2018