O Governo da República Portuguesa e o Governo do Principado de Andorra comemoram, neste ano de 2019, o 25º aniversário do estabelecimento das relações diplomáticas. Em 22 de dezembro de 1994 Portugal reconheceu internacionalmente Andorra, tendo sido um dos primeiros países a estabelecer relações diplomáticas com aquele país.

Desde então, e ao longo deste quarto de século, temos unido esforços para criar e desenvolver um relacionamento sólido e abrangente, assente em estreitos laços de amizade e cooperação mútua.

Para a consolidação desta relação especial, em muito contribuiu a forte presença da comunidade portuguesa em Andorra, que hoje em dia representa cerca de 14% da população do Principado. Com esforço e talento, estes portugueses muito contribuíram para o desenvolvimento social, económico e cultural andorrano, para a aproximação entre os seus povos e para o aprofundamento das relações bilaterais entre ambos os países. Como resultado, os Convénios assinados ao longo dos anos em diferentes âmbitos beneficiam os cidadãos dos dois Estados.

Com este excelente relacionamento, nos últimos anos a cooperação entre Portugal e Andorra atingiu um nível excecional em áreas como a educação, língua, segurança social ou os transportes. Esperamos concretizar no futuro acordos de cooperação nas áreas da cultura, do turismo e da inovação, e aprofundar os já existentes em matéria da educação ou no domínio económico.

A cooperação e a amizade entre Portugal e Andorra não se resumem, todavia, ao plano estritamente bilateral. Valorizamos mutuamente a indiscutível afinidade de posições a nível internacional, em particular no âmbito dos trabalhos da Cimeira Ibero-Americana, ou no quadro da União Europeia. Portugal tem apoiado sem reservas a conclusão do Acordo de Associação UE-Andorra e Andorra tem apoiado indubitavelmente as candidaturas de Portugal aos diferentes Organismos Internacionais.

Neste 25º aniversário, Portugal e Andorra reafirmam o compromisso e empenhamento mútuo em alargar e aprofundar a agenda bilateral, nos domínios político, económico e cultural, em benefício dos nossos povos e da prosperidade de ambos os países.

22 de dezembro de 2019

  • Partilhe