Em relação à operação de repatriamento de cidadãos portugueses da cidade de Wuhan informa-se o seguinte:

É falso que tenha havido qualquer recusa de autorização por parte das autoridades chinesas e que o voo tenha sido cancelado como chegou a ser “noticiado” esta manhã; nem nenhumas declarações do Ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros poderiam ser citadas em apoio dessa “notícia”.

Nas suas declarações à Antena 1, às 8h15 da manhã, o Ministro limitou-se a dizer que o processo de autorização ainda estava em curso. Entretanto, podemos informar que esse processo já está concluído de modo que o voo será realizado logo que respeitados os devidos procedimentos técnicos e regulamentares.

Lisboa, 31 de janeiro de 2020

  • Partilhe