O Governo Português vai enviar duas equipas de profissionais de saúde para Cabo Verde onde ministrarão, entre os dias 4 e 11 de junho, a componente presencial da formação Abordagem e Tratamento do Doente Crítico COVID-19.

A implementação desta atividade resulta da assinatura de um Acordo de Parceria entre o Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, I.P., a Sociedade Portuguesa de Cuidados Intensivos e o Ministério da Saúde e da Segurança Social da República de Cabo Verde.

Cada equipa é composta por uma médica e uma enfermeira com experiência em Cuidados Intensivos, e as formações terão lugar, simultaneamente, no Hospital Agostinho Neto, na cidade da Praia, e no Hospital Dr. Baptista de Sousa, no Mindelo.

Esta formação irá contribuir para a capacitação de recursos humanos no sistema de saúde de Cabo Verde e deverá abranger 10 médicos e 22 enfermeiros daquele país.

A formação presencial terá a duração total de 48 horas, foi antecedida por uma componente teórica ministrada em formato online, e cobrirá as seguintes áreas: gestão e organização de circuitos; avaliação do doente crítico; abordagem da via aérea; bancas práticas de ventilação mecânica não invasiva e invasiva; oxigenioterapia e transporte do doente crítico.

Esta ação de formação integra-se na execução do Plano de Ação na Resposta Sanitária à Pandemia COVID-19 entre Portugal e os Países de Língua Oficial Portuguesa (PALOP) e Timor-Leste.

Lisboa, 2 de junho 2021

  • Partilhe