Portugal foi hoje reeleito para um segundo mandato no Conselho Executivo da Organização Mundial do Turismo (OMT), renovando assim a presença no órgão de direção da OMT, obtendo 29 votos e ficando à frente de Turquia (26), Itália (25) e França (21).

A eleição foi assegurada durante a 64.ª Reunião da Comissão para a Europa da OMT, realizada em Zagreb, Croácia. Foi o ato eleitoral mais participado de sempre, com 41 votantes.

A reeleição de Portugal para o Conselho Executivo da OMT, que foi objeto de uma longa e intensa campanha diplomática e conseguida num pleito muito disputado, reconhece a afirmação internacional e o reconhecimento da estratégia que Portugal está a desenvolver no turismo.

Portugal foi eleito o Melhor Destino do Mundo pelo segundo ano consecutivo e é, hoje, considerado um ‘case study’ em termos de inovação e sustentabilidade. Portugal tem sido utilizado pela OMT como exemplo de país em que o turismo tem sido um instrumento essencial para o crescimento económico, criação de emprego e captação de investimento.

Já este ano, a OMT escolheu Portugal para iniciar a rede internacional de academias de formação no turismo e para realizar o primeiro Mayors Forum da OMT, que debateu os desafios da sustentabilidade do turismo nas cidades. 

Portugal foi o primeiro país parceiro no concurso mundial de startups no Turismo da OMT, estando três das startups vencedoras a desenvolver os seus projetos em Portugal.

O Conselho Executivo é o órgão máximo da OMT e é responsável por definir as prioridades de intervenção e o plano de atividades desta Organização. Portugal integra a OMT desde 1976, tendo sido eleito pela primeira vez para este órgão em 1985 e, posteriormente, em 2005. Esta é a primeira reeleição consecutiva de Portugal nesta importante estrutura. Este segundo mandato tem uma duração de quatro anos.

Lisboa, 28 de maio de 2019

  • Partilhe