A Cooperação Portuguesa vai apoiar o Sistema Educativo em São Tomé e Príncipe (STP) no período 2019-2022, através de um envelope financeiro de mais de 2,9 Milhões de Euros, com base no “Protocolo PAISE-STP” assinado, esta semana, na capital santomense.

A cerimónia de compromisso de Portugal foi realizada nas instalações do Ministério da Educação e Ensino Superior (MEES), em São Tomé, e foi rubricada pelo Embaixador de Portugal, Luís Gaspar da Silva, e pela Ministra da Educação e Ensino Superior, Julieta Rodrigues, pela parte santomense.

O apoio ao Sistema Educativo em São Tomé e Príncipe vai incidir em três eixos principais: Formação Inicial de Professores; Formação Contínua e em Exercício dos docentes do ensino secundário; e Apoio à Lecionação de Língua Portuguesa e de Matemática na Região Autónoma do Príncipe.

Este período de intervenção 2019-2022 dá continuidade a um programa de cooperação luso-santomense que garante, há vários anos, a formação na área da educação, designadamente a prestação de formação contínua à Universidade pública de São Tomé e Príncipe, bem como melhoria da formação inicial de docentes.

O projeto PAISE-STP da Cooperação Portuguesa é financiado pelo Ministério dos Negócios Estrangeiros, com execução e acompanhamento pelo “Camões – Instituto da Cooperação e da Língua, IP”.

A implementação do projeto vai ser assegurada pela Associação e Instituto Marquês de Valle Flôr, em parceria com a Universidade de Aveiro e a Universidade de Évora.

  • Partilhe