O Embaixador de Portugal no Brasil, Jorge Cabral, e o governador do Estado brasileiro de São Paulo, Geraldo Alckmin, assinaram, no dia 29 de março, um acordo para cedência, por 20 anos, de um edifício onde funcionará a primeira Escola Portuguesa do Brasil. A cerimónia teve lugar no Palácio dos Bandeirantes, a sede do Governo de São Paulo.

4 assinatura escola portuguesa brasil

A instituição de ensino seguirá os currículos escolares brasileiro e português, permitindo que os alunos tenham acesso a um duplo diploma, que permitirá concorrer a instituições de ensino superior nos dois países, e será também um centro de formação para professores de língua portuguesa.

O projeto é fruto de um plano de cooperação entre o Governo português e o executivo do Estado de São Paulo, por intermédio da Secretaria de Educação, concretizando o decreto de cessão assinado pelo Governador e pelo Ministro da Educação português, Tiago Brandão Rodrigues, em junho de 2017, na presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa e do Primeiro-ministro, António Costa.

Em novembro do ano passado, o Ministro dos Negócios Estrangeiros português, Augusto Santos Silva, afirmou à Lusa que a escola arrancaria no primeiro semestre de 2019.

Questionado, o Embaixador Jorge Cabral disse que como o prédio ainda vai ser alvo de obras não é possível confirmar a data exata em que as atividades da escola vão começar.

"A intenção e o desejo é esse, mas tudo depende do ritmo em que os processos e todos os passos que agora terão que ser dados vão se concretizar ou não (...) É muito difícil estabelecer uma data fixa de início para não frustrar as expectativas de quem acha que será exatamente nesta data [primeiro semestre de 2019]", disse.

3 assinatura escola portuguesa brasil

O Ministério da Educação português responsabilizar-se-á pela administração da escola, assim como pela guarda e conservação do edifício, que a partir de hoje está cedido por 20 anos a Portugal.

Existem também escolas portuguesas em Angola, Cabo Verde, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e Macau.

Além da cessão do prédio também foi anunciada na cerimónia, realizada na sede do Governo de São Paulo, a abertura de um concurso para alunos das escolas públicas deste Estado brasileiro em que os estudantes serão incentivados a fazer e enviar um vídeo sobre a sua relação com Portugal.

O Cônsul-Geral de Portugal em São Paulo, Paulo Lourenço, explicou que o concurso é fruto de uma cooperação e irá dar a 18 estudantes escolhidos um telemóvel feito em cortiça, que será lançado por uma empresa portuguesa no Brasil.

"O objetivo deste concurso é colocar os alunos da rede pública de São Paulo a fazerem um vídeo de até um minuto para o YouTube sobre Portugal. Isto faz sentido agora no momento em que as relações entre Brasil e Portugal estão muito próximas na área da Educação", disse.

"Estamos num processo acelerado de inaugurar uma escola portuguesa aqui [no Brasil] e também num momento em que os brasileiros cada vez mais procuram as universidades portuguesas para estudar. Somos já o terceiro destino que os estudantes brasileiros mais procuram para estudar no mundo", concluiu.

1 assinatura escola portuguesa brasil