Em 2019, Portugal e a China celebram 40 anos do restabelecimento das suas relações diplomáticas e os 20 anos da retrocessão de Macau. 

Para assinalar esta dupla efeméride, ao longo de todo o ano de 2019, Portugal promoverá o “Festival de Cultura Portuguesa na China” que incluirá a realização de diversas atividades culturais de grande expressão, abrangendo domínios tão variados como a música clássica, o fado, o teatro, as artes plásticas, a dança contemporânea, o canto lírico, o cinema e a tradução de obras literárias portuguesas para mandarim.  

O evento de abertura do “Festival de Cultura Portuguesa na China” realizou-se na noite de 4 de março, na Cidade Proibida, em Pequim, com a atuação do guitarrista português Pedro Jóia, e de Duan Chao, virtuosa de huqin, instrumento tradicional chinês. O concerto marcou o início de um ano de intensas trocas culturais entre os dois países e assinalou a primeira vez que as autoridades chinesas abriram as portas da Cidade Proibida a um evento musical estrangeiro, o que exprime a solidez e o dinamismo das relações sino-portuguesas.

Os 40 anos do restabelecimento das relações diplomáticas e os 20 anos da retrocessão de Macau foram encarados por ambos os países como um elemento de propulsão para um ano sem precedentes na quantidade e multiplicidade de eventos de intercâmbio cultural, permitindo uma maior divulgação na China da cultura portuguesa, dos nossos criadores e intérpretes, dando a conhecer naquele que é um dos maiores mercados culturais do mundo o que de melhor se faz em Portugal.  

Ao longo deste ano decorrerá, na lógica de reciprocidade que preside às referidas comemorações, em Portugal, o Festival da Cultura Chinesa.

PTCina

  • Partilhe