Na sua deslocação ao Luxemburgo, no dia 12 de janeiro, o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro, entregou a Medalha de Mérito das Comunidades Portuguesas ao cidadão lusodescendente Davide Sousa.

No momento da distinção, José Luís Carneiro enalteceu a “cidadania comprometida com o Estado de Direito democrático” de Davide Sousa, oficial da polícia luxemburguesa que já realizou missões internacionais de paz na Geórgia, na Bósnia e em Itália. Davide Sousa, filho de emigrantes portugueses originários de Chaves no Luxemburgo, investigou e revelou uma fraude com subsídios sociais com dimensão europeia no Luxemburgo.

“Uma das funções essenciais do Estado democrático é apoiar os que mais carecem de apoios públicos, mas, para que esta função de solidariedade possa ser cumprida, é necessário que apenas usufruam destes apoios aqueles que efetivamente deles necessitam. Ora, este cidadão com origens em Portugal não apenas tem mostrado estar comprometido com os valores da paz e do humanismo europeu, como, ao mesmo tempo, exibiu uma cultura de compromisso com uma cidadania exigente e responsável”, vincou José Luís Carneiro.

medalhas.min

Davide Sousa, que já tinha recebido o prémio de cidadão do ano atribuído pelo Parlamento Europeu em 2017, disse ser “extremamente gratificante perceber que o Estado português não se esquece dos lusodescendentes que nos vários pontos do globo tentam manter a língua, a cultura e as tradições de Portugal vivas, perpetuando-as a outras gerações e comunidades com as quais convivem”.

Apesar de ter nascido no Luxemburgo, Davide Sousa continua a falar português, tanto no trabalho como em casa. “A minha filha mais velha, que tem cinco anos e meio, já fala quatro línguas, incluindo português correto”, referiu.