Titular do posto

Domingos Teixeira de Abreu Fezas Vital
Apresentou credenciais em 28 de janeiro de 2016 

Relações Diplomáticas

  • Portugal foi uma das primeiras nações a reconhecer os Estados Unidos e os dois países mantêm relações diplomáticas desde 1791, partilhando valores comuns e fortes laços que abrangem as mais variadas áreas, incluindo segurança e defesa, cooperação política e diplomática, ciência, tecnologia e ensino superior, e comércio e investimento. Os Estados Unidos são, ainda, um dos principais destinos históricos de emigração portuguesa, contando com uma população luso-descendente estimada em quase 1,5 milhões de pessoas.
  • Em 15 de fevereiro de 1783, o Governo de D.Maria I reconheceu a independência dos EUA, figurando Portugal, juntamente com a França e Holanda, entre os 3 únicos países que reconheceram a independência dos EUA antes do Tratado final de Paris.
  • O Governo Republicano foi reconhecido por Washington, logo que a Assembleia Constituinte proclamou o regime republicano em 19 de junho de 1911.
  • Em 16 de maio de 1918, os Estados Unidos da América reconhecem o Presidente Sidónio Pais e o seu Governo.
  • Em 29 de abril de 1974 é recebida na Embaixada de Portugal em Washington uma Nota do Departamento de Estado, formalizando o reconhecimento da Junta de Salvação Nacional e destacando que E.U.A. entendiam não haver lugar a interrupção das relações bilaterais.

 

Informação adicional

Cooperação no domínio da segurança e da defesa

  • Portugal e os Estados Unidos são aliados e membros fundadores da OTAN e, nesse quadro, as respetivas Forças Armadas têm participado conjuntamente em diversas operações, nos mais variados teatros.
  • A relação bilateral de defesa é igualmente muito intensa e tem como pedra basilar o Acordo de Cooperação e Defesa, de 1995, que regula a presença militar dos Estados Unidos – ininterrupta, desde 1944 – na Base das Lajes, na ilha Terceira, nos Açores e que estabelece um mecanismo de consulta bianual (a Comissão Bilateral Permanente), cuja agenda abrange todos os aspetos da relação bilateral.

Relações Económicas e Comerciais

  • Em 2016, os Estados Unidos mantiveram-se como o maior parceiro comercial de Portugal fora da União Europeia (5.º no total), tendo o comércio bilateral de bens e serviços atingido cerca de 5,8 mil milhões de Euros. O fluxo de turistas americano para Portugal está entre os que tem registado maiores aumentos, nos últimos anos.
  • O valor total das exportações portuguesas para os EUA tem vindo a aumentar em média 6.1% ao ano desde 2012, atingindo, em 2016, 3872,3 milhões de Euros. Os principais grupos de exportação são os combustíveis minerais, produtos farmacêuticos, máquinas e aparelhos elétricos, madeira, papel, cortiça e materiais têxteis. As importações dos EUA para Portugal têm também registado um aumento (média de 4,8% ao ano desde 2012), atingindo um valor de 1894,6 milhões de Euros em 2016, passando por, principalmente, maquinaria, aparelhos mecânicos e elétricos, combustíveis minerais, veículos e outro material de transporte, produtos agrícolas e instrumentos de precisão.

Justiça e Assuntos Internos

  • A cooperação neste domínio tem como objetivo a prevenção de ameaças comuns aos dois países, como o terrorismo e a criminalidade organizada. Portugal participa no Programa de segurança cooperativa Visa Waiver que, através da partilha de informação, permite aumentar a segurança dos cidadãos portugueses e americanos.

Ciência, Tecnologia e Ambiente

  • Portugal e os EUA têm nos últimos anos aprofundado as relações bilaterais na área da ciência e da tecnologia. Através do Programa de Parcerias Internacionais da FCT, Portugal promove a cooperação entre universidades e instituições de investigação portuguesas e universidades norte-americanas, assim como com parceiros industriais e empresariais, sendo de destacar a recente renovação das parcerias entre o nosso país e três universidades norte-americanas: Carnegie Mellon, MIT (Massachusetts Institute of Technology) e a Universidade do Texas em Austin.
  • Esta cooperação com universidades e instituições norte-americanas foi, igualmente, da maior relevância para o desenho e prossecução do importante projeto de criação de um AIR Center (Atlantic International Research Center), nos Açores.

Comunidade Portuguesa e Lusodescendente

  • De acordo com os resultados estimados para 2016 do American Community Survey, residem nos Estados Unidos 1.375.288 cidadãos portugueses e lusodescendentes. A imigração portuguesa para os Estados Unidos iniciou-se no final do século XIX.
  • A comunidade portuguesa e luso-americana está hoje presente em particular nos Estados da Califórnia (cerca de 355.000 portugueses e/ou de origem portuguesa), Massachusetts (278.000), Rhode Island (95.000), Florida (80.000), New Jersey (79.000), New York (51.000), Connecticut (50.000) e Hawaii (50.000).
  • A estes números corresponde uma muito ativa presença associativa, que vem constituindo um dos principais ativos na promoção da língua, cultura e tradições portuguesas, nos Estados Unidos.

Ensino da Língua Portuguesa

  • A língua portuguesa é ensinada em escolas públicas americanas, escolas comunitárias e universidades nos EUA, tendo sido abrangidos, em 2017/2018, cerca de 18 mil alunos, no ensino não-superior, e de dez mil alunos, nas instituições de ensino superior. O ensino da língua portuguesa nos Estados Unidos é apoiado pelo Camões, I.P., tanto na Costa Oeste como na Costa Leste dos EUA.
  • Tendo em vista a valorização dos conhecimentos em língua portuguesa, os National Examinations in World Languages (NEWL), reconhecidos pelo College Board, passaram a incluir desde 2017, a língua portuguesa entre as línguas estrangeiras que garantem créditos no ensino secundário e no acesso ao ensino superior.


Primeira Enviatura

  • Em 30 de outubro de 1794 entregou credenciais o Ministro residente Cipriano Ribeiro Freire, que desempenhou funções em Washington até 1801.

 

Titulares dos Cargos

 

 

Registo em Imagens

EUA Almoço oferecido MNE ao Emb J. Wiley

Almoço oferecido MNE ao Emb J. Wiley

 

EUA Franco Nogueira com JFK

MNE Alberto Franco Nogueira com o presidente John Fitzgerald Kennedy

 

EUA Nixon 1971

Presidente do Conselho de Ministros Marcelo Caetano com presidente dos EUA Richard Milhous Nixon, 1971

 

EUA Emb VFP Vice Pres EUA Emb

 

 

 

 

 

 

 

 

 Embaixador Vasco Futscher Pereira com o então vice (futuro 41º) pres. Bush, Agosto 81
 Emb. Vasco FP Pres. Reagan,1981