O Palácio das Necessidades, antigo palácio e convento perfeitamente integrados, teve um destino diferente daquele para o qual foi inicialmente construído. Apesar dos desafios do tempo, este símbolo da História de Portugal persiste em manter uma sobriedade e imponência próprias, reflexos da notável residência real de outrora.